►Atelier

ANO LECTIVO 2012/13

OBJECTIVOS
Dominar os principais circuitos de produção de notícias. Dominar as técnicas de redacção jornalística, edição de áudio e edição de vídeo, aplicando-as aos diferentes géneros. Familiarização com as rotinas próprias de uma redacção e do trabalho jornalístico em televisão e rádio. Desenvolvimento de autonomia, sentido crítico e responsabilidade relativamente às tarefas a desenvolver no Atelier, bem como de capacidades auto-reflexivas sobre o sentido, adequação, enquadramento ético e deontológico do trabalho jornalístico.

PROGRAMA
1. Técnicas de redação em televisão
2. Técnicas de apresentação em rádio e televisão
3. Teoria e Técnica da captação de imagem
4. Edição Digital

NORMAS DE AVALIAÇÃO

Hipótese 1: Jornalismo Televisivo
Os grupos (2 alunos) devem produzir 7 (sete) notícias para TV (50%) e 1 (uma) grande reportagem (40%)

Hipótese 2: Jornalismo Radiofónico
Os alunos devem produzir 7 (sete) notícias individuais para rádio (50%) e 1 (uma) grande reportagem (40%)

Hipótese 3: Jornalismo Audiovisual
Os grupos (2 alunos) devem produzir 4 (quatro) notícias para televisão (30%), 4 (quatro) notícias para rádio (individual – 30%) e uma grande reportagem (televisão – 30%).

Em todos os casos a classificação final terá em conta o empenho, participação e sentido de responsabilidade manifestado pelo aluno (10%).

Só é permitida a produção de uma notícia por semana e todos os trabalhos serão entregues até à última aula do semestre. Notícias em falta têm a nota zero e caso o aluno não consiga uma média final de 10 (dez) terá a classificação de NÃO ADMITIDO.

BIBLIOGRAFIA

Araújo, D.S. (1988). Vamos falar de Jornalismo. Lisboa: D.G. da Comunicação Social.
Barbeiro, H. e Lima, P. (2002). Manual de Radiojornalismo. São Paulo: Campus.
Balsebre, A. (1996). El Lenguage Radiofónico. Madrid: Ed. Cátedra.
Charon, Y. (1995). A entrevista na televisão. Lisboa: Publicações Europa-América
Cunha, C. e Cintra, L. (1993). Breve Gramática do Português Contemporâneo. Lisboa: Ed. Sá da Costa.
Ganz, P. (1995). A Reportagem em Rádio e Televisão. Lisboa: Editorial Inquérito
Garcia, J. B. (1992). Proceso de la información de actualización en televisión. Madrid: IORTV.
Hart, C. (1999). Television Program Making. Oxford: Focal Press
Hickman, H.R. (1991). Television Directing. New York: McGraw-Hill, Inc
Jespers, J.J. (1998). Jornalismo Televisivo. Coimbra: Minerva
Lochard, G. y Solages, JC. (1998). La Communication Télévisuelle. Paris : Armand Colin.
Mendes, V. (1999). Legislação sobre Comunicação Social. Porto: Legis Editora.
Meneses, J. P. (2003). Tudo o que se passa na TSF … para um “livro de estilo”. Porto: Ed. JN
Ortriwano, G. (1985). A Informação no Rádio. São Paulo: Summus
Ortiz, M. A. y Marchamalo J. (1994). Técnicas de Comunicación en Radio. Barcelona. Paidós
Piedrahita, M. (1993). Periodismo Moderno. Madrid: Ed. Paraninfo.
Porchat, M. E. (1989). Manual de Radiojornalismo Jovem Pan. S. Paulo: Ed. Ática
Prado, E. (1989). Estrutura da informação radiofónica. São Paulo: Summus
Reglan, M. y Equiza P. (1996). Televisión y Lenguaje. Barcelona: Ariel Comunicación
Requena, J. G. (1992) El Discurso Televisivo: espectáculo de la posmodernidad. Madrid: Cátedra
Watts, H. (1999). Direcção de Câmera: um manual de técnicas de vídeo e cinema. São Paulo:Summus